Aplicativo sugere roteiros para turismo científico em Brasília

Esqueletos, espécimes taxidermizados e órgãos de animais vertebrados chamam a atenção de quem visita o Laboratório de Anatomia Veterinária da Universidade de Brasília. Há quem se interesse mais pelas maquetes sobre o interior da Terra e simuladores de som de terremoto do Observatório Sismológico da instituição. Essas atrações fazem parte do roteiro sugerido pelo aplicativo Ciência-Ação, um guia digital cujo itinerário alia turismo a conhecimento científico na capital.

O aplicativo reúne 18 opções de passeio na cidade, como o Memorial dos Povos Indígenas, o Planetário e o Parque Nacional de Brasília. A UnB figura na lista com quatro opções. As outras duas alternativas são o Museu de Anatomia Humana da Faculdade de Medicina e o Centro Vocacional Tecnológico em Agroecologia Fazenda Água Limpa (FAL).

"Em sua concepção, Brasília existe como cidade-modelo e cidade-museu. O aplicativo vai nessa direção, ao colocar em evidência elementos do nosso patrimônio científico-cultural", destaca o docente da Faculdade de Educação Gilberto Lacerda, co-idealizador e coordenador da ferramenta.

O aplicativo transpõe para o ambiente digital a versão impressa do Guia Turístico Científico de Brasília, lançada em 2016. Ambos os recursos sugerem aos usuários ambientes da capital federal e de sua região metropolitana que, além de serem caracterizados pela dimensão científica, também estão preparados para acolher o visitante movido apenas por interesses turísticos.

Fonte: UnB