Apoio para o futebol do DF embarca na esteira do desenvolvimento

O Banco de Brasília (BRB) e a Secretária de Esporte e Lazer assinaram  quinta-feira (23/7) um protocolo de intenções para o desenvolvimento do futebol no Distrito Federal. O acordo pode injetar até R$ 6 milhões no esporte pelos próximos dois anos e meio, a depender do desempenho dos clubes e o cumprimento de metas.

O acordo foi assinado em cerimônia no Palácio do Buriti com a presença do vice-governador Paco Britto, na condição de testemunha. Referendaram o protocolo de intenções: Paulo Henrique Costa, presidente do BRB; e Celina Leão, secretária de Esporte e Lazer do DF.

Também participaram do ato o presidente da Federação de Futebol do DF (FFDF), Daniel Vasconcelos, e presidentes dos times Gama, Weber Magalhães; do Brasiliense, Luiza Estevão, e do Minas Brasília, Nayeri Albuquerque.

Podem participar do programa equipes de futebol profissional das categorias masculina e feminina, futebol amador e de futsal. “Me sinto orgulhoso desse programa de esportes do BRB, de R$ 6 milhões até 2022. Todos os times que tiverem documentação terão condição de acessar esse patrocínio”, discursou o vice-governador Paco Britto.

“Um banco público tem essa missão, ir além do papel de um banco tradicional e fomentar o esporte, a cultura e o lazer. Hoje damos mais um passo nessa direção”, acrescenta Paulo Henrique Costa.

O projeto BRB – Investe Brasília – Futebol terá vigência entre agosto de 2020 e dezembro de 2022. Vão participar as seguintes modalidades:

I – Futebol Profissional: Equipes participantes do Campeonato Brasiliense de Futebol, Série A; Equipes representantes de Brasília na Copa do Brasil; e Equipes representantes de Brasília no Campeonato Brasileiro de Futebol, Séries D, C, B e A.

II – Futebol Amador: Programa BRB de Patrocínios Esportivos 2021.

III – Futsal: Equipes representantes de Brasília na Liga Nacional de Futsal.

IV – Futebol Feminino: Equipes representantes de Brasília no Campeonato Brasileiro de
Futebol, Séries A1 e A2.

“Temos um desafio muito maior que é que nossos equipamentos públicos sejam usados de forma coletiva”, afirma a secretária de Esporte e Lazer, Celina Leão. Para o presidente da Federação de Futebol do DF, Daniel Vasconcelos, “essa iniciativa é muito importante, precisamos desse apoio. O futebol de Brasília vai crescer agora.”

Os projetos a serem apoiados por intermédio do programa devem, obrigatoriamente, apresentar toda a documentação de habilitação ao BRB dentro dos prazos estabelecidos administrativamente pelo Banco, incluindo, mas não se limitando, os seguintes documentos: proposta de patrocínio; habilitação Jurídica; prova de Regularidade Fiscal e Trabalhista; prova de ausência de impedimentos legais para contratar com a Administração Pública; entre outros documentos solicitados pelo BRB.