1º Desafio Brasileiro de Inovação em Turismo - Ministério promove competição de tecnologias para o setor

- Prazo para inscrições começa hoje e vai até 2 de setembro.-
Estão abertas as inscrições do 1º Desafio Brasileiro de Inovação em Turismo para startups que desenvolvam tecnologias que possam ser utilizadas por viajantes e por empresas que ofereçam serviços como hospedagem, deslocamento e mobilidade, geolocalização de destinos, lazer, passeios e visitações. As  inscrições devem ser feitas pela internet, onde também estão disponíveis as regras da competição. 

O prazo de inscrição, iniciado hoje (15), termina em 2 de setembro. As startups que apresentarem as dez melhores tecnologias irão para a semifinal da 3ª edição da global UNWTO Tourism Startup Competition, uma feira internacional de tecnologia em turismo que deverá acontecer em Madri (Espanha) em janeiro de 2021, com a participação de 160 países.

Conforme os organizadores, as tecnologias serão avaliadas com base nos seguintes critérios: “facilidade de captura de valor por meio da colaboração com a startup; potencial impacto nos negócios; maturidade do produto / tecnologia; maturidade da equipe e da organização; prontidão de parceria; e sustentabilidade.”

A iniciativa do 1º Desafio Brasileiro de Inovação em Turismo é do Ministério do Turismo (MTur), com apoio do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) e da Organização Mundial de Turismo, em parceira com a Wakalua Innovation Hub, um centro de inovação em turismo ligado ao grupo empresarial Globalia, que explora turismo na Espanha e em países da América Latina.

O propósito é gerar inovação, criar novos modelos de negócio e fomentar o crescimento sustentado do setor no Brasil. “Tem três ações fundamentais: a competição de startups, que começa hoje, a estratégia de inovação sendo traçada com o ministério, e instalação do primeiro hub de turismo tecnológico”, descreveu diretor-geral da Wakalua, Lisandro Menu-Marque, durante live do Mtur nesta tarde no Facebook. 

“É uma oportunidade grande para que a gente consiga reduzir o custo Brasil através da tecnologia e da inovação. O custo tem influência direta na decisão de viajar”, assinalou o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, lembrando das metas do Plano Nacional de Turismo de aumentar o volume de viagens e passeios feitos por brasileiros dentro do país.