Por que, no caminho da conquista, as coisas nunca são fáceis?

Por que, no caminho da conquista, as coisas nunca são fáceis? Este assunto foi abordado na noite desta quarta-feira (17), pelo Bispo Edir Macedo, em reunião realizada no Templo de Salomão, em São Paulo.

Como exemplo, o Bispo contou a respeito das próprias lutas que enfrentou e enfrenta ao longo da sua vida e que, se há uma coisa que Deus nunca lhe deu foi facilidade. “Eu tinha o Espírito Santo, mas mesmo com o Ele, não havia ‘tapete vermelho’. Houve sempre calúnias, perseguições…”, relembrou.

Contudo, ele destacou o que Deus dispõe para vencermos nossas batalhas. “Ele nos dá a fé como arma, ferramenta de uso pessoal para resolver os nossos problemas”.

No entanto, a fé mencionada aqui não é aquela que apenas acredita nas promessas de Deus, mas a que está imbuída de uma revolta. Aliás, o Bispo reforçou que a revolta é o sinal mais evidente de que uma pessoa está realmente na fé.

A conquista espiritual

Há, porém, uma luta na qual devemos empenhar todas as nossas forças: a luta pela nossa alma.

“Pois que aproveita ao homem ganhar o mundo inteiro, se perder a sua alma? Ou que dará o homem em recompensa da sua alma?” Mateus 16.26

O Bispo explicou que, por isso, Deus permite que enfrentemos o inferno: para alcançarmos a nossa alma e valorizá-la. A Salvação Eterna é o que nos impulsiona a abrir mão de tudo e priorizar a alma.

Se não há essa disposição, isso revela que a pessoa não dá  a mínima para a própria alma. Não a valoriza como Deus, que deu Seu Único Filho por ela. Logo, é porque você não é digna de receber a Salvação.

Para assistir à reunião na íntegra, clique aqui.