Reportagem do site Justiça em Foco derruba relatório do Projeto do Código de Trânsito

Após o site Justiça em Foco indicar a suspeita de que o relatório do deputado Juscelino Filho (DEM-MA) iria beneficiar um “monopólio” de especializações médicas, a votação foi cancelada e, provavelmente, o relator será substituído.

O trecho polêmico do texto, apontado pelo Justiça em Foco, é referente à necessidade de os exames para obtenção ou renovação da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) serem realizados, exclusivamente, por “médicos com titulação de especialista em medicina do tráfego e psicologia do trânsito”.

Na matéria do portal especializado em assuntos jurídicos, apurou-se a suspeita de que “Associação Brasileira de Medicina de Tráfego (ABRAMET) seja a principal beneficiada com a exigência da titulação de especialista em medicina do tráfego. A ABRAMET oferece os cursos de Treinamento em Medicina de Tráfego por 12 parcelas de R$ 1.600,00. Embora a ABRAMET afirme em seu site oficial que é “uma entidade médica, sem fins lucrativos”, os investimentos nos cursos oferecidos pela associação sugerem que existe um negócio vinculado a essas titulações”.

Logo após a divulgação da notícia, a votação do texto do relator foi cancelada.

JUSTIÇA EM FOCO