Sessão Solene comemora os 40 anos do SindMédico-DF

Por Mário Benisti
Foto: Mariana Zoccoli

 

O Sindicato dos Médicos do Distrito Federal (SindMédico-DF) foi parabenizado pelos seus 40 anos de existência na noite de ontem em sessão solene na Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF). A homenagem foi uma proposta da deputada distrital Arlete Sampaio (PT) e contou com a presença de diversas autoridades da área da saúde e da entidade sindical, no plenário principal da casa legislativa do DF.

De acordo com a idealizadora, autora do projeto que resultou no Código da Saúde do DF, a entidade sindical é de relevante importância pelas ações de promoção da saúde de qualidade da capital federal. “O SindMédico-DF é uma entidade de extrema importância por suas lutas em defesa da categoria e pela saúde pública de qualidade. Ele [o sindicato] tem uma história muito bonita de construção e por isso nós decidimos prestar essa homenagem”, justifica a petista.

O presidente do SindMédico-DF, Gutemberg Fialho, marcou presença na cerimônia. Segundo o representante dos médicos do DF, todos esses anos de história da entidade sindical é de construção de várias pautas para a saúde e para a população do DF. “Nesses 40 anos do SindMédico-DF fizemos muita história na cidade, no movimento sindical médico onde formamos gerações e permitiu que se construísse um sistema da saúde com qualidade para os brasilienses”, avalia. 

Gutemberg considera que o principal obstáculo é refazer e dar continuidade na história da entidade. “O nosso desafio da atualidade é usar como exemplo toda essa história de conquistas e reconstruir um novo compromisso com a sociedade e com a saúde pública, que infelizmente está sendo destruído”, destaca. Dentre os principais problemas o líder sindical ressalta que “os desafios são amplos. Passa pela criação da carreira médica de Estado, pelo combate ao fim da universalidade do Sistema Único de Saúde (SUS), a precarização do servidor público através da reforma da Previdência, entre outros temas. Então, tem muito trabalho pela frente”, explica.


Governo local

Gutemberg defende que para haver uma melhoria na saúde do Distrito Federal, é necessário que haja uma mudança na Gestão da Saúde, algo que não está sendo realizado no governo Ibaneis Rocha (MDB). “Infelizmente ainda não houve mudanças na gestão da Saúde, na concepção de Políticas Públicas praticadas com relação ao governo anterior. Se elas tiverem o mesmo foco [as Políticas Públicas], não terá resultado porque não teve melhora na saúde pública nos 04 últimos anos. Então, é necessário que tenha uma outra estratégia de atuação, de administração da saúde no Distrito Federal”, critica Gutemberg Fialho.
 

História sindical

Uma das personalidades fundadoras do SindMédico-DF, Maninha Conceição, compareceu ao evento. Figura conhecida no cenário político local, Maninha reconheceu que a homenagem é justa, pela atuação da entidade na história do Distrito Federal.

“É uma homenagem justa do ponto de vista que é um sindicato extremamente representativo, não só na história do Distrito Federal como na luta pela saúde do país. Historicamente, nosso sindicato participou de todas as grandes lutas do Distrito Federal, em defesa de diversas demandas da sociedade”, defende Maninha.