Mão Santa: “O PT é uma desgraça”

Em visita ao Senado Federal realizada na tarde de ontem (27), um dos políticos mais influentes do estado do Piauí, concedeu uma rápida entrevista para o portal Revista Brasília. Atual prefeito da cidade de Parnaíba (PI), Mão Santa é ex-senador da República pelo Piauí deu uma passada rápida pelo Congresso Nacional para visitar antigos colegas de trabalho.

De acordo com o político piauiense, a vinda a Brasília é para tratar de agendas de investimento junto ao Governo Federal. “Eu vim agilizar determinadas iniciativas na área da agricultura e também algumas questões relacionadas ao Tabuleiro Litorâneo, que será uma espécie de Petrolina modernizada”, disse Mão Santa.

O prefeito disse também que visitou ministros de Estado. “Tivemos agenda com a ministra da Agricultura, Tereza Cristina e com o ministro da Integração Regional, Gustavo Henrique Canuto. Resolvemos uma série de assuntos no Ministério da Saúde, para levar melhorias à população de Parnaíba e do Piauí”, afirmou.

Ao ser questionado sobre o cenário da política piauiense, Mão Santa fez árduas críticas ao Partido dos Trabalhadores. O governador do Piauí é o petista Wellington Dias, que cumpre seu quarto mandato pela quarta vez.

“O PT é uma desgraça. Desgraçou o Brasil e o Piauí. Está a salvo só a Parnaíba porque colocamos os portugueses para fora no passado e recentemente coloquei o PT para fora de Parnaíba”, disse Mão Santa.

 O ex-senador diz ainda que foi o primeiro a alertar sobre sistemas de corrupções durante o governo petista. “Quem primeiro disse que o PT mente e rouba, e quando não está roubando está mentindo, foi eu o senador Mão Santa. Não foi o Sérgio Moro, Deltan Dallagnol, a Polícia Federal e nem a Lava-Jato, foi eu quem primeiro disse nesse Senado”, enfatiza. “Agora, eu errei. Sabia que eles eram ladrões, mais não imaginava que fosse tanto”, completa Mão Santa.

Por Mário Benisti
Foto: Agência Senado