Jogadora do vôlei de praia que superou câncer de mama pode virar nome de lei Revista Brasília |As notícias buscam se destacar de maneira mais proveitosa e satisfatória para a sociedade, como Real Invest, Brasil, Entretenimento, Entrevista & Cia, Gastronomia & Vinhos, Saúde e Beleza e Vídeos, em plataforma online.
BRASIL

Jogadora do vôlei de praia que superou câncer de mama pode virar nome de lei

Por Marco Túlio Alencar/CLDF  -   07 de novembro de 2021

Em homenagem a Fabíola Constâncio, o deputado Delmasso irá protocolar uma proposição para obrigar as federações desportivas a manterem pelo tempo necessário a pontuação das atletas acometidas pelo câncer de mama

Tida como um dos símbolos do “Outubro Rosa”, a jogadora de vôlei de praia brasiliense Fabíola Constâncio poderá dar nome a uma lei no Distrito Federal. Na próxima semana, o deputado Delmasso (Republicanos) irá protocolar uma proposição para obrigar as federações desportivas a manterem pelo tempo necessário a pontuação das atletas acometidas pelo câncer de mama. Após dois anos de tratamento, ao ser liberada pelos médicos para voltar a praticar o esporte, a jogadora que era a oitava do ranking nacional terá de recomeçar para alcançar uma nova posição.

“Fiquei indignado com a insensibilidade da decisão, que carrega uma injustiça”, disse o parlamentar ao apresentar a proposta da homenagem na sessão ordinária da Câmara Legislativa desta quarta-feira (27). Ele relembrou que Fabíola Constâncio foi diagnosticada em 2018. Antes, havia jogado durante 11 anos em Brasília e representando o Brasil no circuito de vôlei de praia.

“Ela ficou afastada do esporte não por querer. Desse modo, faço um apelo às federações para que revejam seus regulamentos”, solicitou. Delmasso observou ainda que encaminhará uma minuta de projeto de lei ao Ministério da Cidadania e ao Congresso Nacional sugerindo que a medida proposta por ele seja estendida para o país.

Concordando com a ideia, o deputado João Cardoso (Avante) sugeriu que seja incluída na proposição a ser apresentada à CLDF “outras situações que possam afetar também atletas masculinos”.

Compartilhe