BNDES apoia criação de centro de pesquisa e desenvolvimento para novos produtos de telecomunicação Revista Brasília
INVESTIMENTOS

BNDES apoia criação de centro de pesquisa e desenvolvimento para novos produtos de telecomunicação

Da Redação com informações do BNDES. (Foto: José Cruz/EBC)  -   12 de outubro de 2021

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovou financiamento à DPR Telecomunicações (DPR) para a criação de um novo centro de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) e a realização de investimentos na expansão e modernização da sua unidade fabril, localizada em Sorocaba (SP). O apoio permitirá que a empresa desenvolva e fabrique novos produtos e soluções para o setor de telecomunicações. Com o projeto, mais de 40 postos de trabalho diretos serão criados, elevando o número de contratações para aproximadamente 300 funcionários até o final do ano.

A operação, no valor de R$ 30 milhões, utilizará recursos do Fundo para o Desenvolvimento Tecnológico das Telecomunicações (Funttel), que apoia investimentos em inovações tecnológicas de empresas nacionais de telecomunicações, de modo a ampliar a competitividade da indústria brasileira do setor.

“Este apoio trará soluções tecnológicas inovadoras ao mercado, fortalecerá a infraestrutura de telecomunicações e a cadeia produtiva de equipamentos desenvolvidos e fabricados por nós para serem distribuídos para todo o país. A expectativa é de que novas patentes sejam adquiridas e novos produtos sejam lançados pela DPR até 2022”, comenta o Presidente da DPR, Luis Carlos Vicente. “Além dos investimentos em P&D, previstos no Plano de Inovação da empresa, será construído um novo galpão industrial de dois mil metros quadrados, permitindo a expansão das atividades na unidade fabril de Sorocaba”, explica.

Para o Diretor de Crédito Produtivo e Socioambiental, Bruno Aranha (foto), "o financiamento ao plano de investimentos da DPR se insere na atuação do BNDES no apoio à inovação e ao fortalecimento da indústria nacional de tecnologia. Estamos trabalhando para a inclusão digital de todas as regiões do Brasil, apoiando projetos como este, que vão expandir a conexão digital dos brasileiros, inclusive por meio de provedores de acesso de menor porte".

A companhia, que fabrica e distribui equipamentos e soluções para a construção de redes de banda larga (fibra ótica), tem como clientes grandes operadoras de telecomunicação e também provedores regionais de menor porte. O setor de telecomunicações apresenta perspectivas de continuados investimentos para ampliação do acesso a redes de banda larga, especialmente em regiões desatendidas do país, além de investimentos em aumento da capacidade em função das futuras redes de 5G.

Sobre o Funttel – O Fundo para o Desenvolvimento Tecnológico das Telecomunicações foi criado no ano 2000 com o objetivo de estimular a inovação tecnológica, capacitar recursos humanos e conceder acesso a crédito para as pequenas e médias empresas, de modo a ampliar a competitividade da indústria brasileira de telecomunicações. Os recursos são operados pelo BNDES e pela FINEP, instituições que compõem o Conselho Gestor do fundo em conjunto com os ministérios da Ciência e Tecnologia, das Comunicações e da Economia. A principal receita do fundo advém de percentual do faturamento das prestadoras de serviços de telecomunicações (0,5%).

Sobre o BNDES – Fundado em 1952 e atualmente vinculado ao Ministério da Economia, o BNDES é o principal instrumento do Governo Federal para promover investimentos de longo prazo na economia brasileira. Suas ações têm foco no impacto socioambiental e econômico no Brasil. O Banco oferece condições especiais para micro, pequenas e médias empresas, além de linhas de investimentos sociais, direcionadas para educação e saúde, agricultura familiar, saneamento básico e transporte urbano. Em situações de crise, o Banco atua de forma anticíclica e auxilia na formulação das soluções para a retomada do crescimento da economia.

Sobre a DPR Telecomunicações – A indústria Desenvolvedora de Produtos de Rede (DPR Telecomunicações) foi constituída na cidade de São Paulo, em janeiro de 1995. A empresa tem como missão prover soluções integradas para a estrutura do Setor de Telecom, contribuindo para o processo de inclusão digital. Para ofertar serviços completos, a DPR oferece produtos de desenvolvimento e fabricação próprios, bem como soluções de conectividade fim a fim para todo mercado de telecomunicações.  São mais de 58 patentes de produtos e uma sede com mais 9.000 metros, instalada em Sorocaba (SP).

redacao@revistabrasilia.com.br

Ronaldo Nóbrega | CEO Editor 

Compartilhe