Como ficam as igrejas na fase vermelha em todo o estado de São Paulo?

A partir de sábado, 6 de março, iniciará a fase vermelha do Plano São Paulo, apresentado pelo Governo do Estado. Ela durará até o dia 19 de março, com possibilidade de prorrogação, de acordo com o governador João Doria.

Entretanto, há questionamentos entre as pessoas sobre como será para as igrejas. Será que os pastores e os membros poderão circular pelas ruas durante este período?

Segundo o Decreto, “observado o uso permanente de máscaras de proteção facial, fica recomendado que a circulação de pessoas no âmbito do Estado de São Paulo se limite ao desempenho de atividades essenciais, em especial do período entre 20 horas e 5 horas”.

Desse modo, vale lembrar que as igrejas são consideradas serviços essenciais. Portanto, caso a pessoa seja abordada por um agente fiscalizador, após às 20 horas, enquanto retorna para casa depois da reunião, basta que ela explique que está tá voltando da igreja, que é um serviço essencial.

Pois, a situação é semelhante como alguém que vai até uma farmácia ou um supermercado durante o período de restrições. Vale lembrar que todos precisam respeitar os protocolos de segurança já amplamente divulgados entre a população.